MOJITO: O MAIS “CALIENTE” DOS DRINKS

mojito-cocktail_2697489

Qual a primeira coisa que vem em sua cabeça quando se pensa em calor, praia, gente bonita, e o principal, Havana? Muitos irão dizer o filme “Dirty Dancing”, o que também não está errado. Porém há algo de extraordinário nessa combinação que apenas os boêmios de coração irão se lembrar: o Mojito.

Esse cocktail refrescante e delicioso espalha sua fama pelo mundo há mais de cem anos, destacando-se em muitas pesquisas como um dos 10 drinks mais consumidos nos bares e festas. E você deve estar se perguntando o porquê de tal notabilidade, e a resposta é simples: o seu sabor singular e sua história mística.

A origem do Mojito, assim como a de muitos drinks, é repleta de versões enigmáticas. Uma dessas versões conta a história do inglês Francis Drake, navegador e grande apreciador da erva do hortelã, em Cuba, por volta de 1586. Dizem que Drake, em uma de suas aventuras, misturou pela primeira vez a planta com o Rum, típica bebida cubana. O inglês, junto de sua tripulação pirata, fez tal descoberta ao desembarcar em Havana em busca de ouro. Infelizmente, como o local não tinha aquilo que Francis buscava, ele e seu irmão Richard resolveram ir dar uma descontraída em um bar local.

Após alguns copos, e algumas misturas, Drake compôs um drink de aguardente misturada à limão, açúcar e hortelã, o apelidando de “El Draque”. Inicialmente essa mistura era utilizada como receita medicinal, porém o inglês a refinou trocando a aguardente por Rum e acrescentando um pouco de Club Soda. A composição atual do Mojito, porém, só se observou à partir de 1860, quando houve um refinamento do Rum através da utilização de alambiques de cobre e um processo de envelhecimento apurado.

Há outra versão, menos glamurizada, que conta que o drink surgiu durante o século XIX, quando escravos africanos dos canaviais cubanos se utilizaram da mistura de Rum com Guarapo, o suco da cana de açúcar. Tal narração, porém, não aponta o suco de limão como parte instrumental da composição do cocktail.

Também existem boatos sobre a influência política do drink. Conta-se que durante a Lei Seca norte-americana, em um dos bares mais populares de Cuba, o Sloppy Joe, o proprietário José Abeal Otero viu uma oportunidade de negócio sobre a proibição do álcool no EUA. O bar começou a atrair turistas e grandes nomes de Hollywood para a ilha cubana, sendo reconhecido até hoje como o ponto de fuga de artistas da época.

Já a origem do nome Mojito é muito curiosa pois deriva do diminutivo Mojo, o qual significa um tipo de feitiço sexual para algumas nações africanas. Realmente não é de se estranhar que a bebida encante àqueles que a tomem, além de muitas vezes ser um grande companheiro de flertes e paqueras da noite.

Há quem diga, igualmente, que Mojito é derivado de Mojadito (em português, “um pouco molhado”), ou Mojado (“molhado”). Independente da real versão de seu nome, o que se sabe realmente é que ele é um drink de altíssima refrescância e muito sedutor.

Boatos contam que o Mojito leva um tipo especial de menta em sua composição, a famosa “herva buena”. Apreciadores da bebida irão dizer que ela realmente faz diferença comparada à hortelã tradicional. E aí, está disposto a experimentá-la?

E se você já é um conhecedor da receita clássica e deseja criar versões alternativas ao drink, também é possível. Frutas como o morango, a melancia, o coco, o abacaxi, entre outras, também criam composições interessantes e gostosas, apenas alterando-as no lugar do limão e mantendo o restante da formulação.

O Mojito se tornou tão famoso pelo mundo, que hoje já se pode encontrar variações não apenas na forma líquida, mas também em chicletes, balas e sorvetes. Imagina que delícia um sorvete de Mojito?

Além disso, vale lembrar que devido a popularidade do drink, é possível encontrar a mistura pronta para o Mojito em supermercados e destilarias, bastando a acrescentar ao Rum.

Bom, depois de tanto ouvir e fantasiar sobre esse drink latino, o que você está esperando? Coloque uma playlist com muito “cha-cha”, e prepare seu Mojito. Salud!

 

Você gostou deste artigo? Deixe seu comentário. 

Sua opinião é muito importante para nós.

 

Responsive image

admin


2 comentários no post “MOJITO: O MAIS “CALIENTE” DOS DRINKS

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *